“Jesus ia ao encontro daqueles que estavam nas margens”: Entrevista com o Pe. James Martin, SJ


Jesus ia ao encontro daqueles que estavam nas margens. Estou convencido de que certos relatos evangélicos – a mulher samaritana junto ao poço, o centurião romano que pede a cura do seu servo e a história de Zaqueu – podem ajudar a descerrar novos sentidos sobre as pessoas LGBT… precisamos refletir sobre como a linguagem oficial do Catecismo – “objetivamente desordenada”, “intrinsecamente desordenados” – afeta as pessoas LGBT, especialmente os jovens. Uma mãe de um filho gay, a quem eu cito na nova edição, disse que esse tipo de linguagem pode “destruir” um jovem.

Concedida a Robert Shine, foi publicada no blog Bondings 2.0, por ocasião do lançamento da edição revista e ampliada de seu livro sobre as relações da comunidade LGBT e a Igreja Católica. A tradução é de Moisés Sbardelotto

1. Você acrescentou as histórias de pessoas que você conheceu quando participou de palestras e outros eventos. Por que a narração de histórias é uma parte tão importante desse debate?

R.: Primeiro, porque é essencial ouvir os próprios católicos LGBT. A primeira edição do livro continha principalmente meus próprios pensamentos sobre como a Igreja institucional e os católicos LGBT poderiam se aproximar. É claro, esses pensamentos se baseavam nas minhas interações com ambos os grupos, mas, nesta edição, eu realmente quis dar voz às próprias pessoas LGBT: para permitir aos leitores ouvir suas próprias histórias.martin_buildingabridgepb

Em segundo lugar, eu acho que aprendemos melhor com as histórias. Quando eu estava escrevendo meu livro sobre Jesus há alguns anos, me deparei com uma ótima citação de Walter Brueggemann, o biblista, que dizia que os lugares mais profundos das nossas vidas – lugares de “resistência e abraço”, como ele os chamou – não são alcançados com definições, mas sim com histórias.

Essa é uma das razões pelas quais Jesus ensinava tão frequentemente com histórias – as parábolas. Quando lhe perguntam sobre o reino de Deus, ele não dá uma definição, ele conta uma história. Uma definição, às vezes, pode fechar a mente; uma história pode abri-la. Então, eu quis compartilhar histórias das vidas dos católicos LGBT para ajudar a abrir algumas mentes.

continuar lendo

One response to ““Jesus ia ao encontro daqueles que estavam nas margens”: Entrevista com o Pe. James Martin, SJ

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

w

Conectando a %s